Vivo das palavras inconscientes, secretas e invisíveis. Louca por cada detalhe teu. Sou eu... Sou eu, em ti. E não me descreveria melhor.

Início ~ Cartas ~ Sobre mim

domingo, abril 8

Ouve-me. Sente-me. Salva-me.

Sabes... Amar-te tornou o meu ritmo cardíaco bastante confuso. Ora deixa o meu corpo num estado incrivelmente exaustivo, ora é como se fosse um presente durante um dia de sol. E tu quando, como por simples impulso, tocas no meu rosto crias um ambiente cómodo cá dentro. Nem eu sei explicar. Um alívio imediato. É, por estranho que seja, mais ou menos do que se trata. Agora é a tua vez de me ouvires com todo o teu tempo. Notam-se nas minhas falas ou palavras o meu cansaço. Culpo-me por tal vontade de desaparecer por breves segundos. Às vezes nem a minha mente suporto. Ela grita pelo teu socorro. Ela implora o teu amor a cada pensamento que lá entra. Eu chego ao fim do dia com uma fartura de argumentos para a minha exaustão.

13 comentários:

Rita disse...

LINDO!

LEAH disse...

Cada frase deste texto, adorei adorei adorei. Eu poderia tê-lo escrito, mas não tão bem, meu doce <3

cláudiagomes. disse...

se ele não sentisse algo...
... não tocava no teu rosto.

Rita disse...

De nada querida ;)

Ana Margarida disse...

Está tão bonito. E sabes que mais? Amar tem dessas coisas.

andrii disse...

não tens de quê, doce.
oh, amei este teu texto, está simplesmente lindo!
a sério? também gostas dele? é raro encontrar alguém mais da nossa geração que goste dele, pelo menos para mim. <3

letícia santos disse...

obrigada minha linda! <3

Ana Margarida disse...

Não percas as esperanças, querida.

cláudiagomes. disse...

viste bem, princ :)
É verdade, obrigada, desejo-te o mesmo :))

cláudiagomes. disse...

Talvez porque nunca aproveitaste a oportunidade.

joana disse...

ainda bem. problemas com a pessoa que amo, familiares, com tudo

joana disse...

obrigada linda

andrii disse...

oh, de nada, meu anjo.
eu também *-* é bom conhecer alguém que partilhe da mesma opinião! <3