Vivo das palavras inconscientes, secretas e invisíveis. Louca por cada detalhe teu. Sou eu... Sou eu, em ti. E não me descreveria melhor.

Início ~ Cartas ~ Sobre mim

quarta-feira, abril 4

Outra noite. Mas não será novamente só mais uma.

Tumblr_m1xb9qrtaa1qi3863o1_500_large
Porque esta é a suposta noite em que tudo se enrola e os sentidos baralham-se por completo. Eu já não aguento. O meu rosto já não suporta uma única lágrima derramada. O meu organismo sabe e tende em repetir que o meu corpo seria normal e mais acertado se tu estivesses comigo. Não suporto mais risos sem sinceridade alguma que são soltados da minha parte. Peço a todos. Imploro ao mundo inteiro, até ao meu coração, que cuidem bem de ti. Não és meu. Nunca foste. Mas eu praticamente sempre te pertenci de corpo e alma. E só não aconteceu o invés porque eu fui e continuo a ser inútil. Porra, eu amo-te. Porra, eu não consigo mais. Porque estar contigo e tu saberes as minhas sensações e mesmo assim não poder partilha-las contigo apesar de saberes de extremamente tudo, é completamente diferente de poder dizer-te a toda a hora o quanto te amo. És o meu porto de abrigo. E desejaria que tal fosse tão real como possa parecer no meu coração. A minha alma está bastante distante da normalidade. Esta será a noite em que o meu amor por ti se expandirá em peso. Será a noite onde me alargarei em palavras.

3 comentários:

Ana Margarida disse...

Está tão bonito, meu doce.

Can you hear me now ? disse...

Adorei.. :)
Sigo*

ParadoxoSD disse...

gostei imenso do teu blog, escreves muito bem! Sigo-te*