Vivo das palavras inconscientes, secretas e invisíveis. Louca por cada detalhe teu. Sou eu... Sou eu, em ti. E não me descreveria melhor.

Início ~ Cartas ~ Sobre mim

domingo, abril 15

Podia te-lo encontrado logo de inicio.

Ao ritmo da nossa antiga melodia eu escuto o batimento do meu coração. Quando a ouço abro rapidamente uma pagina em branco idêntica a esta e começo a escrever para ti. Não sei bem porque o faço, muito sinceramente. Por vezes o teu sarcasmo enchia-me a alma e só uma pessoa a conseguiu limpar. Ele. Ele, que eu amo bastante mais que me permitiste amar a ti. Porque emendou o que deixaste de errado. E mesmo eu tendo a agonia de sentir os seus lábios, mesmo tendo essa enorme vontade que ainda não foi realizada, eu prefiro amá-lo a ele, do que me espalhar em ti e na tua vida cheia de contradições. E na maior parte das vezes que escrevo para ti acabo sempre com a mesma frase no meu cérebro. Eu podia não ter desperdiçado bastante tempo contigo para me tentar interiorizar nos teus vícios, e te-lo encontrado logo de inicio. É algo que me irá arrastar para o resto da vida.

7 comentários:

Anniee. disse...

adorei meu anjo. percebo-te bem !

Andreia Mota disse...

Ai que maneira de escrever que tens, tão única, adoro adoro adoro!

ana minhalma disse...

que fofinha :3

Ana Margarida disse...

Oh muito obrigada, coração <3 Que lindo texto, gostei imenso.

joana disse...

escreves tão bem doce :)

Feelings of Teen disse...

lindo mesmo , amei ;)

Mariana disse...

Não tens de agradecer :)