Vivo das palavras inconscientes, secretas e invisíveis. Louca por cada detalhe teu. Sou eu... Sou eu, em ti. E não me descreveria melhor.

Início ~ Cartas ~ Sobre mim

quarta-feira, outubro 10

1 ano de perdição, tenho dito.

Avó, faltam apenas uns meros dois dias para tudo acontecer de novo. Para me esquecer do mundo e me concentrar em ti. Para cair bem lá no fundo novamente. E como um ano passou extremamente rápido. Como um ano alastrou a minha dor e fez-me arrepender de coisas que no momento pareciam insignificantes.  E cai-me tudo quando penso de mais. Cai-me tudo porque a fim ao cabo, um ano fez-me gélida por dentro. Fez-me depender de tudo o que restada teu, e era tão pouco, digo-te. 
Desejaria eu que dia 12 fosse um dia como todos os outros, um dia em que a minha rotina parece repetir-se, mas infelizmente, à um ano para cá tudo mudou. Num ápice, fiquei sem ti. Fiquei sem nada, nada me restou. E a minha ansiedade, piora. Ela que só tu sabias controlar, que só tu conseguias acalmar. Agora não, não decorei nenhuma das tuas técnicas para que tal não me incomodasse. Amo-te daqui até ao infinito. E já toda perdida, desejo que me ouças, que me protejas, e a cima de tudo, que continues forte.
Sempre contigo, sempre sem ti.

4 comentários: