Vivo das palavras inconscientes, secretas e invisíveis. Louca por cada detalhe teu. Sou eu... Sou eu, em ti. E não me descreveria melhor.

Início ~ Cartas ~ Sobre mim

domingo, fevereiro 26

Peço que não te afastes, muito menos me faças afastar algo que era nosso.

Habitualmente a estas horas estaria no quente dos lençóis a ouvir a tua voz. Estaria a deliciar-me com aquilo que me dirias, mesmo metade entrando a cem e saindo a duzentos, devido ao meu sono mas mesmo assim eu continuava ali porque me sabia bem, sabia-me bem estar protegida. Agora olho varias vezes para o telemóvel à espera da tua chamada. Porra, como as coisas mudaram, não é? Não é porra nenhuma, é a realidade cuja tenho só eu de encarar com corpo e alma. És tudo aquilo por que alguma vez eu lutaria, não deves ter noção. Para ser franca sempre fui daquele tipo de raparigas que não se apaixonaria por pessoas como tu. Mas eu também amadureci, e a tal acontecer, as coisas mudaram bastante e eu afeiçoei-me a essa tua maneira inexplicável de ser. És um trengo, um tonto, daí eu gostar tanto de ti e teimar que vale a pena lutar por algo que ficou lá atrás. Sei que ela é tudo o que alguma vez desejaste, ou pelo menos penso. Também tenho a noção de que as coisas irão mudar bastante quando ela voltar daqui a uns meses. Eu luto, prometo. Faço figura de parva, e no fim sobra algo para mim. Já nem sei o que digo, reparaste bem? Quero refazer um não bastante grande novamente na minha mente, quero lutar para tudo, quero poder fazer tudo voltar ao normal. Como ela tem sorte, como eu me perdi na imensidão dos dias. Estou impossível de localizar, anda-me buscar, peço-te.

10 comentários:

LEAH disse...

oh, acredito fofinha (:

Marcela disse...

Agora já querida. Muito obrigada :)

mai disse...

Está tão bonito minha querida. Adoro aquilo que escreves <3

Rita disse...

O texto está muito bem redigido, escreves mesmo bem. Mas está muito triste

Rita disse...

Pois é querida

cláudiagomes. disse...

tem força, minha pequena!

joana disse...

de nada minha querida. sim, eu acredito *

marta ∞ disse...

Gostei do texto e adorei o blog, sigo querida (:

sílvia sampaio disse...

lindo este blog e este texto , apesar de triste e cheio de saudade, adorei. sigo *

LEAH disse...

Nem sabes como eu amo esta tua selecção de músicas *.* Tens tumblr?