Vivo das palavras inconscientes, secretas e invisíveis. Louca por cada detalhe teu. Sou eu... Sou eu, em ti. E não me descreveria melhor.

Início ~ Cartas ~ Sobre mim

terça-feira, maio 1

Porque quem espera, nem sempre alcança.

Afoguei a minha não mísera mágoa diante da noite. Afoguei-a mas ela voltou ao cimo e flutuou. Porque, realmente, tu não sais de mim. Mesmo não sendo aquilo que tu desejas imaginar ou amar, digo-te que não sei mais esquecer, não sei mais apagar tudo o que veio de ti. Não tentarei, e até agora nunca o fiz, para ser verdadeira. E não me vou enganar, nem a ti, nem a mim. Eu nunca propus a hipótese de te arrancar da minha alma. Eu não espero... Eu não sou rapariga de arrecadar esperanças... Mas eu não tenho vontade alguma de desistir. Amo-te ainda mais. Porque amar-te tem criado uma lagoa cá dentro. Lagoa que eu não consigo deixar. Salva-me disto tudo.

4 comentários:

Daniela Ferreira disse...

Não sei bem o que se passou, mas tens de ser forte e tal como tu referis-te "tem criado uma lagoa dentro de ti". Ninguém merece sofrer e acredito que tu vais-te salvar desse teu enorme sofrimento! ;)

Ana Margarida disse...

Ora essa, meu doce. Tu mereces.

nês disse...

Escreves muito bem :)
Força para essa tua etapa da vida um pouco complicada... alguma coisa tens o meu apoio.

Anniee. disse...

obrigada querida :)
este texto está lindo !