Vivo das palavras inconscientes, secretas e invisíveis. Louca por cada detalhe teu. Sou eu... Sou eu, em ti. E não me descreveria melhor.

Início ~ Cartas ~ Sobre mim

segunda-feira, maio 21

Sabes...

O quarto tornou-se mais pequeno desde que já lá não habitam as tuas coisas, os teus caprichos e manias. Sempre que lá entro sinto um gélido ambiente e apetece-me abraçá-lo de rompante. Ainda te sinto lá e quero que voltes. Porque, sempre soubeste, que nunca conseguiria lidar com a tua ausência. 

Um comentário:

Ana Rita disse...

de nada doce :)