Vivo das palavras inconscientes, secretas e invisíveis. Louca por cada detalhe teu. Sou eu... Sou eu, em ti. E não me descreveria melhor.

Início ~ Cartas ~ Sobre mim

quinta-feira, junho 7

1# O dia em que te esqueci.

As ruas assemelham-se à solidão. Essa que me corrói nas veias e me afugenta de um mísero momento. Ainda rondas o meu pensamento. E em breves meses direi que tal já não acontece comigo. Um dia destes já não sentirei alguma arritmia. Um dia destes direi que te esqueci, que já não te amo, que não sorrio quando sorris. Porque na verdade eu estou mesmo quase no cimo dessa montanha, na verdade já não é tão agoniante a vontade, já não magoa a saudade, nem percorre as minhas veias o amor. Estas cartas têm os dias contados... Vão desaparecer com a névoa e a fraca força do vento. E quando desaparecerem... Quando desaparecerem eu saberei amar-me a mim própria.

4 comentários:

ParadoxoSD disse...

continua a escalar essa montanha... eu ainda estou cá em baixo :/ E a proprosito, adorei o texto*

andrii disse...

Identifico-me. Adorei, está mesmo fantástico! <3

Ana Margarida disse...

Lindo, lindo.

Aurora disse...

adorável, alma linda <3