Vivo das palavras inconscientes, secretas e invisíveis. Louca por cada detalhe teu. Sou eu... Sou eu, em ti. E não me descreveria melhor.

Início ~ Cartas ~ Sobre mim

sábado, agosto 4

{E logo ali eu sei que, tudo o que eu te dou, tu me dás a mim}

   Querido João Pedro,
   Desde já adianto que, nestes dias devo ter dito “Isto não é o indesejado ponto final” mais vezes que tenho olhado o horizonte, porque na verdade, no que toca a mim, não desejo e imploro para que tal não se desenvolva.
   Outra coisa que devias saber é que os dias são áridos, sem comparação existente com outro par de horas no meu dia-a-dia. O cérebro dá meia dúzia de voltas e cria um vazio no meu estômago, vazio esse que ocupa a minha fome, ocupa a vontade de possuir quaisquer necessidade, senão a de te ver, te abraçar, te explicar o quanto a minha pulsação é extremamente diligente, incontável e descontrolada. Explicar o rumo que os meus olhos tomam sempre que sussurram ou soletram o teu nome. É asfixiante a maneira como o meu corpo se comporta com a tua ausência, ininteligível como este se sente desconfortável à dor que se espalha minuto a minuto, percorre as minhas veias, e sustenta-se da minha força guardada faz anos no coração. A minha mente obstina em relembrar-me o quanto esta dor pode ocupar os meus dias, o quanto é forte. Alimenta-se de tudo o que é meu, tudo em mim. E dessa mesmíssima e simples forma faz com que tenha poder de mandar em mim, o leve poder de me possuir da forma mais lenta e forte possível.
   Com isto tudo, com este simbólico pedido escasso de força, dou-te todo o meu amor que alguma vez cultivei. Dou-to. Fica com ele e decide o seu destino. A minha alma voará perante a tua pessoa e observará cada passo, cada suspiro que tu farás ou darás, mesmo acidentalmente. E eu permanecerei, aqui. Uma completa dependente das palavras, desesperada, não por ti. Mas sim pelo teu amor.
   Um beijo de quem te quer bem,
   Manuela.

2 comentários:

edy disse...

que profundo

Aurora disse...

Eu também tenho andado e ando muito ausente do blog. Tenho saudades tuas <3